Entrevista: Diretor Executivo do Tecon Salvador fala sobre as perspectivas para movimentação de fertilizantes no terminal em 2017



Em entrevista para o GlobalFert, o Diretor Executivo do Tecon Salvador, Demir Lourenço Junior, falou sobre a movimentação de fertilizantes em 2016 e as perspectivas para 2017.

Demir é Bacharel em Ciências Náuticas pelo CIAGA e pós-graduado em Gestão de Sistemas de Informação pela U.F.F., Gestão Empresarial pela F.G.V., Gestão de Pessoas pela INSEAD/Fundação Dom Cabral e Gestão Empresarial Sênior pelo IESE. Na Wilson Sons desde 1985, Demir é o principal executivo da empresa na Bahia.

1. Recentemente, o TECON Salvador teve seu contrato de concessão prorrogado para 2050, com investimentos de aproximadamente R$ 715 milhões que devem ampliar em 75% a capacidade do terminal. O que estes investimentos devem significar na movimentação de fertilizantes? 

Desde a primeira expansão do terminal em 2012, as importações de fertilizante têm crescido. No ano posterior à primeira expansão, o Tecon Salvador registrou um acréscimo de 46% na movimentação do segmento. Diante disto, com os próximos investimentos a serem realizados e, contando com as melhorias já implementadas, o terminal possuirá maior e melhor estrutura para atender à demanda dos novos e dos atuais importadores de fertilizantes.

2. No mês de outubro o Terminal teve aumento de 41% na movimentação de fertilizantes em relação ao mesmo período do ano passado. Este crescimento é resultado de quais fatores?  

De acordo com dados divulgados pela ANDA (Associação Nacional para Difusão de Adubos), a demanda brasileira por fertilizantes tem aumentado mais do que a média mundial a cada ano, o pico das importações se concentram no segundo semestre, devido a negociações com os agricultores e produtores de grãos que começam a se preparar para a safra do ano seguinte. 

3. Quais são as principais origens dos navios de fertilizantes que desembarcam no TECON Salvador?  

O maior volume de Fertilizantes descarregados no terminal é proveniente da China (28%), seguidos por Noruega (14%), Colômbia (13%) e Rússia (10%). 

4. Em relação ao total importado no TECON Salvador, quanto representa a importação de fertilizantes? E qual a perspectiva para 2017?  

O segmento representou 6% do volume das importações de janeiro a outubro de 2016. E as perspectivas para 2017 são animadoras, segundo dados divulgados pela ANDA, a demanda brasileira por fertilizantes cresce mais que a capacidade produtiva nacional.  

5. O uso de contêineres para o transporte de fertilizantes tem sido uma opção aos navios graneleiros que podem gerar perdas no decorrer do processo devido às diversas operações realizadas até o momento da descarga. Qual é a visão do TECON em relação à importação de fertilizantes via contêineres?

A utilização de contêiner no transporte de fertilizantes garante a agilidade no recebimento da carga e corrobora para o cumprimento da programação dos produtores. Adicionalmente, reduz a possibilidade da perda de volume e o risco de avarias, visto que a carga conteinerizada possui um valor agregado diferenciado das especificações (tipo) da maioria dos produtos importados em Break Bulk.

Sobre o Tecon Salvador 

Com 16 anos de atuação, o terminal é hoje uma das principais ferramentas de atração e retenção de investimentos para o estado da Bahia. Possui uma área de 118 mil m², com capacidade para movimentar 530 mil TEUs por ano. Graças aos investimentos iniciados em 2000, que já totalizam R$ 300 milhões, o terminal tornou-se apto a receber os maiores navios de contêineres do mundo, com um cais preferencial para cabotagem; aproximadamente 700 tomadas para contêineres refrigerados, além de capacidade e know-how para operar cargas de projeto. Além da ISSO 9001, o TCSV recebeu, em março, a certificação internacional ISO 14001, que dá diretrizes para a implementação de um sistema de gestão ambiental.

Sobre o Grupo Wilson Sons 

Uma das maiores operadoras de serviços portuários, marítimos e logísticos do Brasil, a Wilson Sons iniciou suas atividades em 1837, em Salvador, Bahia. Nesses mais de 175 anos de existência, a companhia se estabeleceu pela gestão de seus negócios nos segmentos de terminais portuários, rebocagem portuária e oceânica, apoio marítimo a operações offshore, logística, agenciamento marítimo e indústria.

 

Equipe GlobalFert, 09/01/2017



Cadastre-se e receba semanalmente e gratuitamente direto em seu e-mail a Newsletter do GlobalFert.



© 2017 GlobalFert - Todos os direitos reservados

Principal provedor de informações
estratégicas no mercado de fertilizantes