Grupo Esalq-log fala sobre o aumento das movimentações de fertilizantes e impacto nos fretes no segundo semestre de 2017



Thiago Guilherme Péra é coordenador do Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial - ESALQ-LOG e em colaboração com o pesquisador Lucas Candia Pereira de Moraes falou em entrevista ao GlobalFert sobre os desafios, fretes e expectativas para as movimentações de fertilizantes no Brasil. 

1. O grupo ESALQ-LOG atua na área de pesquisa e extensão em logística agroindustrial. Em relação ao transporte de fertilizantes, qual é a região com maior destaque nas movimentações?

A região de maior destaque nas movimentações de fertilizantes é a região Sul, visto que a importação de fertilizantes ocorre majoritariamente pelos portos desta região (Paranaguá, Rio Grande e São Francisco do Sul). 

Na cidade de Paranaguá as movimentações de fertilizantes ocorrem de forma expressiva. Isto porque o porto de Paranaguá é o principal porto importador de fertilizantes. No ano de 2016 o porto de Paranaguá foi responsável por cerca de 40% do volume total de importação de fertilizantes. 

O principal destino é o estado do Mato Grosso, já que é o maior demandante de fertilizantes em virtude de ser o estado de maior produção de grãos do Brasil.

2. O frete de retorno é muito utilizado no mercado de fertilizantes. Como foram as operações de frete retorno identificadas em 2016 e quais são as perspectivas para este ano?

A utilização do frete de retorno de fertilizantes foi prejudicada no segundo semestre de 2016, visto que o volume escoado de grãos aos portos brasileiros foi reduzido se comparado ao mesmo período do ano de 2015.

O principal fator que contribuiu para este cenário foi a quebra de milho de segunda safra e a alta demanda do mercado interno, o que favoreceu a redução da exportação deste produto. 

Dessa forma, em muitas oportunidades a movimentação de fertilizante se tornou o frete de ida, o que elevou os patamares dos fretes de forma geral no Brasil no segundo semestre de 2016. 

3. Devido à comercialização mais lenta de grãos na Safra 16/17, muitos produtores não realizaram antecipadamente as compras de insumos para o próximo ciclo. Qual é a expectativa de movimentação do ESALQ-LOG para os próximos meses?

A expectativa é de que ocorra um aumento gradual do volume movimentado de fertilizantes até o mês de julho. 

Entre os meses de agosto e outubro espera-se que ocorra o pico das movimentações de fertilizantes em virtude desse período antecipar o período de plantio de soja. Assim, a demanda por esse produto eleva-se de forma mais intensa.  

4. Quais são os maiores desafios identificados pelo grupo para o transporte de fertilizantes no Brasil?

O transporte de fertilizantes torna-se mais viável quando este ocorre pela movimentação de retorno. 

Em relação à movimentação de retorno, segundo pesquisas realizadas pelo grupo, esta é prejudicada principalmente por dois fatores: 1) Tempo de carregamento/descarregamento de fertilizantes; 2) Tempo de procura por fertilizantes na região portuária. 

Dessa forma, como o tempo gasto para movimentar fertilizantes é alto, alguns motoristas em diversas ocasiões optam por não realizar esta movimentação. Assim, há diminuição na oferta de veículos, o que favorece o aumento do frete.  

Nesse contexto, um desafio para o Brasil é agilizar as operações para favorecer as movimentações de fertilizantes. 

5. Qual é o período de maior variação dos fretes para fertilizantes no país e quais são os fatores responsáveis?

O período de maior variação é entre os meses de julho e outubro. Isto porque, é um período que antecede o plantio de soja o que favorece o aumento da demanda por fertilizantes. Tal fator implica em um aumento do volume movimentado de fertilizantes o que favorece o aumento dos fretes.

Sobre o ESALQ-LOG

O Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial - ESALQ-LOG, institucionalmente ligado ao Departamento de Economia, Administração e Sociologia da ESALQ/USP, tem como principal objetivo desenvolver estudos e pesquisas aplicadas em logística que promovam a facilitação de negócios nacionais e internacionais, principalmente no segmento agroindustrial. 

O Grupo vem desenvolvendo atividades de pesquisa e extensão nesse ambiente desde o início da década de 90, destacando-se nos cenários internacional e nacional como uma das principais referências nessa área de conhecimento.

 

Equipe GlobalFert, 14/06/2017



Cadastre-se e receba semanalmente e gratuitamente direto em seu e-mail a Newsletter do GlobalFert.



© 2017 GlobalFert - Todos os direitos reservados

Principal provedor de informações
estratégicas no mercado de fertilizantes