Fertilizantes são a 3ª carga com maior movimentação no Porto de Paranaguá em 2017


O Porto de Paranaguá, no litoral paranaense, fechou o ano de 2017 com movimentação recorde de 51,5 milhões de toneladas, considerando cargas de importação e de exportação, segundo a Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa).

O número representa um aumento de 14,2% em relação a 2016, quando foram operadas 45,1 milhões de toneladas no porto.

O recorde histórico de movimentação já havia sido comemorado na primeira quinzena de dezembro, quando o porto chegou à marca de 50 milhões de toneladas operadas. O recorde anterior tinha sido registrado em 2013, quando foram movimentadas 46,1 milhões de toneladas na unidade portuária.

De acordo com a Appa, as exportações pelo Porto de Paranaguá cresceram 17%, enquanto, em todo o Brasil, o crescimento médio foi de 7,2% em relação a 2016, conforme dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística aponta a boa produção do campo e o câmbio como fatores que favoreceram a exportação da produção agrícola no período.

O principal produto exportado foi a soja, com mais de 11,4 milhões de toneladas operados no porto ao longo de 2017, alcançando também a maior marca de operação do grão no porto.

Além disso, a Appa informou que houve aumento na movimentação de carga geral, como máquinas, peças industriais e produtos de alto valor agregado, que chegou a 9,5 milhões de toneladas.

Veja as cargas mais movimentadas no Porto de Paranaguá em 2017:

Soja: 11,4 milhões de toneladas exportadas;

Carga geral: 9,5 milhões de toneladas;

Fertilizantes: 8,8 milhões de toneladas importadas;

Derivados de petróleo: 4,7 milhões de toneladas importadas;

Açúcar: 4,8 milhões de toneladas exportadas;

Farelos: 4,5 milhões de toneladas exportadas;

Milho: 3,5 milhões de toneladas exportadas.

Outros recordes

Ao longo de 2017, o Porto de Paranaguá bateu 17 marcas históricas de movimentação, ainda de acordo com a Appa.

Entre os recordes estão a movimentação diária, mensal, semestral e anual de cargas, maior operação diária, semestral e anual de soja e de veículos, maiores volumes de graneis sólidos, líquidos e carga geral e maior fluxo de caminhões no Pátio de Triagem.

As marcas foram possíveis, segundo à Appa, devido aos investimentos feitos no porto, que possibilitaram, por exemplo, o aumento da capacidade na descarga de grãos.

 

Diário dos Campos, 09/01/2018

 



Cadastre-se e receba semanalmente e gratuitamente direto em seu e-mail a Newsletter do GlobalFert.



© 2018 GlobalFert - Todos os direitos reservados

Principal provedor de informações
estratégicas no mercado de fertilizantes