Porto de Santos bate recorde anual com um mês de antecedência. Adubo foi o produto com maior movimentação


O Porto de Santos bateu já em novembro o recorde anual de movimentação de cargas, ultrapassando o resultado total obtido em 2015. Foram 119,96 milhões de toneladas que passaram pelo cais santista em 2017, contra 119,93 milhões do recorde anterior, de acordo com números levantados pela Gerência de Estatísticas da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp).

Embora a movimentação continue sendo alavancada pelo agronegócio, destaca-se a movimentação de contêineres, que representa 34% do total, o que aponta para a diversificação de cargas que passam pelo Porto de Santos.

O resultado amplamente positivo é beneficiado pela retomada do crescimento do país:  "Nós sempre fomos otimistas, buscando fazer o que precisa ser feito com coragem e determinação", destaca o presidente da Codesp, José Alex Oliva. Ele lembra que a diversidade de operações permitiu ao Porto de Santos ampliar a participação no comércio exterior brasileiro mesmo no período de recessão econômica.

O mês de novembro/2017 também é recorde absoluto, com o maior crescimento mensal registrado entre um ano e outro: foram 40,6% de acréscimo em relação a novembro de 2016. Os crescimentos foram expressivos tanto na exportação (49,1%) quanto na importação (25,2%).

Movimento acumulado do ano

Faltando um mês para terminar 2017, o Porto de Santos registrou movimento de 119,95 milhões de toneladas. As exportações ultrapassaram 86,81 milhões de toneladas, aumento de 14% sobre 2016 (quando o registro foi de 76,15 milhões t). O resultado das exportações também é recorde para o período. O complexo soja, com um crescimento de 13,6%, foi o item mais exportado, com 21,04 milhões de toneladas, seguido de açúcar (19,63 milhões t, crescimento de 4,1% em relação ao acumulado em 2016, quando a marca foi de 18,85 milhões de toneladas). O milho foi o 3º produto mais embarcado, com 12,69 milhões de toneladas.

As importações no período foram de 33,14 milhões de toneladas, crescimento de 13,2% em relação a 2016. O produto com maior movimentação no período foi o adubo, com 3,70 milhões de toneladas e crescimento de 21,2% no período. Este resultado confere ao adubo o status de 4º carga mais movimentada em geral no Porto de Santos (atrás apenas da soja, do açúcar e do milho). Em 2º nas importações ficou o óleo diesel, com 2,43 milhões de toneladas, crescimento de 43,9% em relação ao acumulado de 2016.

Movimentação mensal

Em novembro, foi batido o recorde para o mês, com a movimentação de mais de 10,9 milhões de toneladas. Na exportação, o mês registrou 7,44 milhões de toneladas, crescimento de 49,1% em relação a novembro/2016, quando tinha sido registrado 4,99 milhões de toneladas. Nas importações, o crescimento foi de 25,2% sobre o mesmo mês de 2016 (3,45 milhões de toneladas em novembro/2017, ante 2,76 milhões de toneladas no ano passado).

O produto com  maior movimentação em novembro foi o milho, com 2,05 milhões de toneladas embarcadas no mês. O crescimento no mês foi de 385,6% em relação a novembro/2016 (quando o registro foi de 423,9 mil t).

O açúcar registrou aumento de 10,3% em relação a novembro/2016, mantendo-se como a 2ª carga mais movimentada do Porto de Santos. Na comparação entre os meses, novembro/2017 marcou 1,83 milhão de toneladas, enquanto o mesmo mês de 2016 registrou 1,67 milhões.

A 3ª carga de maior movimento no mês foi o adubo. São 466,9 mil toneladas desembarcadas em novembro/2017, crescimento de 25,6% em relação a novembro do ano passado.

 

Notícias Agrícolas, 27/12/2017



Cadastre-se e receba semanalmente e gratuitamente direto em seu e-mail a Newsletter do GlobalFert.



© 2018 GlobalFert - Todos os direitos reservados

Principal provedor de informações
estratégicas no mercado de fertilizantes