Projeto da UFMG sobre desenvolvimento de fertilizantes agrícolas é premiado


Os professores Ângelo de Fátima, do Departamento de Química, e Luzia Valentina Modolo, do Departamento de Botânica da UFMG, que coordenam a Rede de Estudos para o Desenvolvimento de Novos Inibidores de Urease (Redniu), foram agraciados com o Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia 2017, oferecido pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), na categoria Pesquisador.

A cerimônia de premiação ocorreu em São Paulo, no último dia 8.

Segundo Ângelo de Fátima, o trabalho Desenvolvimento de fertilizantes à base de ureia com eficiência aumentada, elaborado no âmbito da Redniu, consiste na busca por substâncias para utilização em indústrias misturadoras, que correspondem à última etapa da produção de fertilizantes à base de ureia. “Elas fornecem aos agricultores o fertilizante final, com aditivos que promovem o aumento da disponibilidade de nitrogênio para as plantas e a minimização de impactos ambientais decorrentes da adubação do solo”, explica o professor.

Idealizada pelos pesquisadores em 2010, a Redniu é um grupo multidisciplinar que investiga inibidores de urease para objetivos diversos. A equipe reúne químicos sintéticos orgânicos, bioquímicos, fisiologistas de plantas, microbiologistas de solo e especialistas em fertilidade do solo e modelagem molecular. Seus esforços incluem o desenho, a síntese e a avaliação de moléculas orgânicas com potencial para inibir ureases, que são enzimas causadoras de doenças e perdas de nitrogênio no solo cultivado.

As outras instituições que integram a rede são as universidades federais de Viçosa (UFV), Uberlândia (UFU), São João del-Rey (UFSJ), Juiz de Fora (UFJF), Alagoas (Ufal), Goiás (UFG) e Roraima (UFRR), além da Universidade Estadual de Londrina (UEL), do Instituto Agronômico de Campinas e de diferentes unidades da Embrapa.

Os pesquisadores da Redniu já avaliaram cerca de 350 substâncias orgânicas como potenciais inibidores de urease, o que resultou, até então, no depósito de três pedidos de patentes junto ao Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) – duas delas em nome da UFMG.

O Prêmio Kurt Politzer de Tecnologia tem o objetivo de estimular a pesquisa e a inovação na área de Química no país, reconhecendo projetos de empresas e pesquisadores marcados por inventividade e criatividade.

 

UFMG, 18/12/2017



Cadastre-se e receba semanalmente e gratuitamente direto em seu e-mail a Newsletter do GlobalFert.



© 2018 GlobalFert - Todos os direitos reservados

Principal provedor de informações
estratégicas no mercado de fertilizantes