Mercado

CEO da TFI defende inclusão de fosfato e potássio na lista de minerais críticos

O presidente e CEO do The Fertilizer Institute (TFI), Corey Rosenbusch, prestou depoimento em apoio ao fosfato e ao potássio, dois dos três macronutrientes essenciais para a produtividade agrícola, perante o Subcomitê de Energia e Recursos Minerais da Câmara. A audiência se concentrou em vários projetos de lei relacionados a minerais essenciais. Se aprovada, a legislação instruiria o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) a realizar uma análise imediata para determinar a necessidade de adicionar fosfato e potássio à lista de minerais críticos.

“Metade de toda a produção agrícola global pode ser atribuída ao fertilizante, mas como a população mundial continua a crescer, é imperativo que a produção e o uso sustentáveis de fertilizantes continuem a proporcionar a capacidade de cultivar mais alimentos sem a necessidade de mais terra para cultivá-los”, testemunhou Rosenbusch. “Mas a maioria dos recursos de fosfato e potássio está concentrada em apenas alguns países, o que os deixa vulneráveis às vulnerabilidades da cadeia de suprimentos e à instabilidade geopolítica. Os eventos dos últimos anos nos mostraram que a segurança alimentar é segurança nacional e agora é o momento de proteger nossa nação incluindo o fosfato e o potássio na lista de minerais críticos do USGS.”

Apenas 14 países no mundo produzem potássio, sendo que a Belarus e a Rússia respondem por quase 40% da produção global. Embora os EUA produzam potássio internamente, eles importam cerca de 95% de suas necessidades. Com relação ao fosfato, 11 países produzem quantidades significativas, sendo a China responsável por mais de 40% da produção global.

“Sem esses dois minerais, os sistemas agrícolas modernos desmoronariam e a capacidade de alimentar nossa crescente população seria praticamente impossível”, continuou Rosenbusch. “É fundamental que tomemos medidas proativas para garantir nosso próprio futuro agrícola, reconhecendo o papel que esses minerais desempenham na colocação de alimentos em nossas mesas.”

O USGS define um mineral crítico como essencial para a segurança econômica ou nacional dos Estados Unidos, suscetível a interrupções na cadeia de suprimentos e com consequências significativas para a economia ou a segurança nacional em caso de ausência. “Estamos aqui hoje para garantir que esse comitê entenda que o fosfato e o potássio atendem a todos esses três critérios e devem, sem dúvida, ser incluídos na lista de minerais críticos do USGS”, concluiu Rosenbusch.

The Fertilizer Institute, 10/06/2024.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo