Mercado

Importações de fertilizantes crescem na quarta semana de março

Na quarta semana de março, o Brasil registrou um saldo comercial positivo de US$ 1,602 bilhão, resultado de exportações no valor de US$ 4,453 bilhões e importações na ordem de US$ 2,851 bilhões. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (27) pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Em relação à terceira semana, houve um incremento de 0,4% na média diária de exportações, puxado pelo aumento nas vendas de produtos básicos (+3,9%), com destaque para soja em grãos, minério de ferro, cinzas e resíduos de metais, e mel natural.

Já no caso das importações, a balança comercial brasileira registrou queda de 3,4% em comparação à semana anterior, em razão da queda nos gastos com equipamentos eletroeletrônicos, equipamentos mecânicos, combustíveis e lubrificantes, plásticos e obras, aeronaves e peças, instrumentos de ótica e precisão.

Mês positivo

Até a quarta semana de março, todas as categorias de produtos exportados registraram alta, o que ocasionou em um avanço de 22,1% nas médias diárias em relação ao mesmo período do ano passado. O desempenho foi influenciado pelo aumento nas vendas de produtos básicos (+35,8%), manufaturados (+10,9%) e semimanufaturados (+4,4%).

Em relação ao mesmo período do ano passado, a média diária de exportações cresceu 22,1%, ao atingir US$ 887,9 bilhões até a quarta semana deste mês. O resultado positivo foi influenciado pelo aumento de vendas de produtos básicos, com avanço de 35,8%, com destaque para os embarques de minério de ferro, petróleo em bruto, soja em grão, carnes de frango, suína e bovina, café em grão.

Já os itens manufaturados apresentaram crescimento de 10,9%, diante das vendas de automóveis de passageiros, veículos de carga, tubos flexíveis de ferro e aço, óleos combustíveis, hidrocarbonetos e seus derivados halogenados, e açúcar refinado.

Os produtos semimanufaturados, por sua vez, registraram aumento de 4,4% na mesma base de comparação. O resultado foi influenciado por maiores embarques de semimanufaturados de ferro e aço, celulose, ferro fundido, ouro em forma semimanufaturada, borracha sintética e artificial.

No caso das importações, a média diária até a quarta semana desse mês foi 11,3% maior que a média de igual período do ano passado. Cresceram os gastos com bebidas e álcool, eletroeletrônicos, combustíveis e lubrificantes, adubos e fertilizantes e químicos orgânicos e inorgânicos.

Exportação de carnes

A média diária de exportações de carne, na quarta semana de março, caiu 19% em relação à média registrada até entre a primeira e terceira semana do mês. Apesar da queda, em março foi registrado um aumento de 7,1% nos embarques de carne brasileira em comparação com o mesmo período de 2016.

 

Portal Brasil, 27/03/2017

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo