Colunistas

Beneficiamento da cultura do trigo por fertilizantes de alta performance

A tecnologia aplicada ao campo, que contribui para o aumento da produtividade, vem tornando o plantio de trigo na safra de inverno uma opção bastante atraente para o agricultor brasileiro. Além disso, a cotação no mercado nacional do cereal, um dos itens principais das dietas das pessoas em todo o mundo, também contribui para que sua produção seja atraente.

Segundo dados da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área de trigo cresceu 14,8% no Brasil na última safra, em relação ao ano anterior. A produtividade cresceu em 5,4%, maior volume desde 2000.

Tradicionalmente cultivado na região Sul do país, o trigo tem conquistado espaço em outras regiões e tem se mostrado um importante aliado para o sistema produtivo, contribuindo para a produção de soja, pois o plantio direto na palha, reduz o estresse hídrico e ajuda a incrementar a fertilidade do solo.

A nutrição das plantas, aliás, é um dos principais aspectos a serem observados no ganho de produtividade do trigo. E a escolha correta do fertilizante e sua aplicação equilibrada e ajustada garantirá um aumento no perfilhamento, incremento no número de espigas e nutrientes suficientes para o enchimento dos grãos.

Existem, sim, tecnologias em fertilizantes que reúnem nutrientes em proporções adequadas para contribuir com a rentabilidade. Um exemplo de alta performance que pode ser utilizado na lavoura de trigo é o MicroEssentials, uma fórmula exclusiva da Mosaic Fertilizantes, criada para aumentar a eficiência da absorção de nutrientes do início ao fim do ciclo da cultura, levando as plantas a atingirem todo o seu potencial produtivo.

MicroEssentials é composto por Nitrogênio amoniacal, Fósforo de alta solubilidade – decisivos na adubação de trigo- e duas formas de Enxofre no mesmo grânulo. Assim a cultura tem um fornecimento imediato vindo do sulfato e um fornecimento gradual vindo do enxofre elementar, assegurando a nutrição desde a emergência até a colheita.

Bem nutridas desde o início, as plantas respondem com rápido desenvolvimento inicial e definem um potencial produtivo mais elevado. Resultados em 68 campos demonstrativos, mostraram que áreas adubadas com MicroEssentials tiveram incremento médio de 4,6 sc/ha (sacas por hectare) de 2017 a 2020.

O fertilizante também garante excelente qualidade física de um produto estável, seco e solto, sendo muito fácil para se manusear. A estabilidade também faz com que o MicroEssentials apresente uma ótima fluidez tanto na aplicação no sulco, quanto a lanço, permitindo regulagens duradouras, sem necessidade de novas paradas para limpezas ou novas regulagens no implemento agrícola. Dessa forma há também menos paradas para abastecimento.

Por ter nitrogênio, fósforo e enxofre no mesmo grânulo, a distribuição é uniforme, o que levará a uma lavoura mais homogênea, com melhor pegamento de florada, maior sanidade, maior enchimento e peso de grãos, e, portanto, plantas com maior potencial produtivo.

 Fernando Dubou Hansel, agrônomo sênior da Mosaic Fertilizantes.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × dois =

Botão Voltar ao topo