Mercado

Exportações de Fertilizantes da China poderão ser paralisadas

A proporção do comércio internacional da China em seu PIB cairá para cerca de 25% na próxima década ou mais, já que a produção econômica do país depende menos dos mercados globais, disse um influente economista chinês no sábado.

“Devemos promover ainda mais o desenvolvimento orientado para o mercado nacional. A maior parte da produção de componentes e matérias-primas será concluída no mercado interno, enquanto nossos produtos, que por agora, ainda cobrem o mercado global”, Huang Qifan, o ex-prefeito do Município de Chongqing, no sudoeste da China, disse no 6º Fórum de Economistas Chefes de Fudan, realizado no sábado.

Uma medida, que já pode ser vista para esse sentido, foi o pedido da comissão reguladora da China para a paralisação da exportação de fertilizantes, visando o abastecimento do mercado interno. As medidas ainda não foram oficializadas pelo governo chinês, porém, caso aprovado, as exportações poderão ser suspensas até 30 de junho de 2022.

É importante lembrar que a China é um dos maiores exportadores de fertilizantes do mundo, podendo impactar globalmente com esta decisão.

Os últimos números divulgados pela autoridade alfandegária mostraram que nos primeiros oito meses deste ano, o comércio exterior de mercadorias da China caiu 0,6 por cento com relação ao ano anterior, para 20,05 trilhões de yuans (US $ 3,1 trilhões), diminuindo 1,1 pontos percentuais em comparação com a queda nos primeiros sete meses.

A China está reequilibrando sua economia de uma economia voltada para exportações para uma com investimentos em direção a mais foco na demanda doméstica.

Fonte: GlobalTimes, 25/09/2021

Fonte da Imagem: Unsplash

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − oito =

Botão Voltar ao topo