Mercado

PhosAgro solicitou a revisão dos cálculos do Departamento de Comércio dos EUA

Atendendo a solicitação da PhosAgro, a S&P Global Market relata que o Departamento de Comércio dos EUA cometeu um erro matemático significativo ao calcular as taxas de impostos para fertilizantes fosfatados produzidos pela PhosAgro. De acordo com a declaração do assessor da PhosAgro Daniel Cannistra, a empresa acredita que o erro pode ser corrigido baixando a alíquota para 10%. 

Ao calcular as taxas do imposto, que são fixadas em 20,9%, o Departamento de Comércio dos Estados Unidos não utilizou o método de cálculo usual e levou em consideração apenas as vendas da empresa Apatit (parte da PhosAgro) para determinar o denominador do preço, ignorando a exportação para países terceiros, através da empresa estabelecida na Suíça. Portanto, este método de cálculo contradiz a declaração anterior da agência de que a subsidiária fornecida à PhosAgro e outros produtores seria calculada pelas vendas totais das empresas. 

A investigação antidumping contra a PhosAgro começou após queixas apresentadas pela empresa americana de fertilizantes Mosaic. Em 2019, as importações totais de fertilizantes fosfatados da Rússia para os Estados Unidos somaram 767 mil toneladas ou US$ 299,4 milhões. Os fabricantes americanos ainda se preocupam com a investigação antidumping, pois acreditam que suprimentos baratos de outros países continuarão inundando o mercado. 

Fertilizer Daily, 15/12/2020 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + catorze =

Botão Voltar ao topo