ÁREA DO ASSINANTE

Fertilização biológica estabiliza nutrientes facilitando absorção pela planta


"A adubação eficiente dos cultivos é considerada chave na produtividade e tem se tornado um desafio para o produtor, especialmente devido às mudanças climáticas e de solo em algumas regiões. Neste cenário, a fertilização biológica, que favorece a absorção de nutrientes, reduz a perda dos mesmos e melhora as condições do meio, aparece como solução para os agricultores.

Entre os benefícios desta tecnologia está a capacidade de estabilizar os nutrientes, ao atuar na matéria orgânica do solo. “Com os elementos estáveis evita-se que eles se percam no meio por efeitos como volatilização, lixiviação ou nitrificação. Assim, os minerais permanecem disponíveis por mais tempo para as plantas, resultando em melhor equilíbrio da rizosfera, área em que se encontram as raízes”, afirma o engenheiro agrônomo Leonardo Porpino, gerente técnico nacional da Alltech Crop Science.

Outro ponto destacado pelo especialista é a “liberação” protegida dos nutrientes, visto que o fertilizante possui uma proteção orgânica, que ao ser aplicado em determinadas fases disponibiliza os elementos conforme a necessidade do momento do cultivo. “Quando a planta precisa, ela busca esses nutrientes, que serão viabilizados conforme esta demanda”, complementa.

Além de protegida, a liberação pode ser considerada inteligente, pois em cenários adversos, de estresse fisiológico, os nutrientes permanecem estabilizados, preservando-os para uso futuro. “Em uma situação de seca, por exemplo, a planta não está ativa para absorver os elementos, então eles ficam ‘estáticos’, e quando as chuvas voltarem, retorna a liberação dos nutrientes também”, explica Porpino.

De acordo com o agrônomo, toda essa tecnologia é denominada “Nutrilink” e foi desenvolvida para a linha de fertilizantes lançada pela Alltech Crop Science, a “Stabilize”. “As ferramentas atuam na disponibilização dos nutrientes, sendo assim, visam maior solubilidade, balanceamento e estabilidade dos elementos. Elas vão favorecer o desenvolvimento da planta e da população microbiana, contribuindo para a atividade enzimática e para a decomposição da matéria orgânica”, ressalta Porpino.

A tecnologia, que permite uma ligação nutritiva entre a raiz e parte aérea da planta, é composta pelo Stabilize Phos, formulação à base de NPK (Nitrogênio, Fósforo e Potássio) desenvolvida especificamente para o desenvolvimento inicial dos cultivos. E o Stabilize Nitro, solução à base de nitrogênio na forma amídica e amoniacal, que auxilia no metabolismo do vegetal e proteção das perdas de nitrogênio, impactando no desenvolvimento e na produtividade da cultura."

agrolink 23/04/2019



Cadastre-se e receba semanalmente e gratuitamente direto em seu e-mail a Newsletter do GlobalFert.



© 2019 GlobalFert - Todos os direitos reservados

Principal provedor de informações
estratégicas no mercado de fertilizantes