Mercado

Brasil enfrenta atrasos na entrega de fertilizantes potássicos em meio a sanções da Bielorrússia

Atrasos no fornecimento de fertilizantes potássicos ao Brasil no início da temporada de plantio de soja 2021/2022, em parte causados ​​por sanções ocidentais contra a Bielorrússia (mais precisamente contra Belaruskali), levantaram preocupações entre os agricultores do país.

A forte demanda e interrupções na cadeia de abastecimento fizeram com que os preços do potássio disparassem 200% este ano, pesando sobre os custos dos agricultores e ameaçando a safra futura.
O plantio de soja no Brasil está nos estágios iniciais em Mato Grosso, o principal estado de grãos do Brasil, onde os agricultores plantam uma segunda safra de algodão ou milho após a colheita da soja.

“Quem não recebeu está muito preocupado”, disse Antonio Galvan, presidente da Associação Brasileira de Soja. “Isso se tornará um problema sério, pois o volume de fertilização com potássio diminuirá e o risco de queda na produtividade da soja aumentará”.

Uma fonte da indústria de fertilizantes confirmou atrasos na entrega, citando a forte demanda, as sanções da Bielo-Rússia e a baixa produção local de potássio como motivadores.

fertilizerdaily, 05/10/2021

Fonte da Imagem: Unsplash 

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 2 =

Botão Voltar ao topo